[BOOK REVIEW] O Curioso Caso de Benjamin Button por F. Scott Fitzgerald

| |

Sinopse: Nascer, crescer, envelhecer e morrer são etapas de todo destino e só a ficção permite imaginar outros rumos. F. Scott Fitzgerald fantasiou a inversão da seta do tempo em O Curioso Caso de Benjamin Button, a saga de um homem que nasce velho e morre bebê.


Desde já peço desculpas pelo sumiço d blog por um período de tempo, no último mês um emprego novo misturado a um bloqueio literário maldito me impediu de escrever aqui.


Desde a um tempo atrás quando li O Grande Gatsby sempre me perguntei o por que Fitzgerald não é um ator mais comentado ou ao menos com outras obras de grande destaque como Gatsby é, e ao ler esse conto entendi o por que: Fitzgerald perde oportunidades incríveis.
O Curioso Caso de Benjamin Button, publicado recentemente como um livro a parte na Coleção Grandes Nomes da Literatura da Folha de São Paulo, era para ser um livro incrível, mas desde o primeiro momento você já percebe como o autor desperdiçou uma ideia tão boa.

- O senhor tem precisamente a idade romântica – ela continuou – Cinquenta. Vinte e cinco é uma idade mundana demais; o homem de trinta tem tendência a ficar abatido pelo excesso de trabalho; quarenta é a idade das longas histórias que um homem demora um charuto inteiro para contar; sessenta é... ah, sessenta é perto demais de setenta; mas cinquenta é a idade madura. Eu adoro cinquenta.


O que tinha tudo para ser um livro com uma discussão mais interessante sobre a passagem do tempo o autor consegue transformar em um simples relato rápido demais, o autor não se aprofunda no tema, e quando a história parece que finalmente vai chegar a um tema interessante o autor já corta o assunto e prossegue sem dar a atenção necessária ao mesmo.
Apesar de tudo a escrita de Fitzgerald ainda flui bem, apesar de estar bem menos poética do que em O Grande Gatsby, mas ainda é uma escrita daquelas que de tão boa você vai lendo, lendo, lendo e quando percebe já terminou o livro todo.
O Curioso Caso de Benjamin Button é uma história interessante, mas uma enorme oportunidade perdida, a história que poderia ter sido muito bem transformado em um livro incrível morre nas 51 páginas do conto e o resultado não é tão incrível quanto deveria ter sido, já que o autor tinha capacidade para transformar esse conto em um dos livros mais incríveis de todos os tempos.


NOTA: 3/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário



ÚLTIMAS RESENHAS