[FAIXA A FAIXA] KASABIAN: FOR CRYING OUT LOUD

| |

Kasabian é uma das minhas bandas favoritas desde a minha adolescência assistindo o MTV Lab da falecida MTV Brasil da TV aberta, que é uma banda que evoluiu bastante desde o primeiro lançamento mas sempre se mantendo fiel ao espírito original. Esse mês eles voltaram após 3 anos do lançamento do último álbum 48:13, que é o meu favorito até então, e fizeram toda a espera valer a pena.
O álbum começa com a empolgante III Ray (The King), é a faixa que mais me lembra o trabalho anterior da banda, o tipo clássico de rock underground mas com um que de dançante no meio, a faixa gruda na mente como um pop chiclete e é perfeita para as rádios.
Logo depois vem You're In Love With A Psycho, o single carro chefe do álbum que já tinha sido lançada anteriormente, a música é divertida e traz a ironia e subjetividade presente em outros trabalhos do álbum, é uma das músicas que mostra como a voz dos dois vocalistas se complementam muito bem se bem utilizadas, e é a partir daqui que o som começa ficar um pouco mais clean do que o do último trabalho.


Twentyforseven é a parte de 48:13 perdida nesse álbum, francamente essa música me enjoou muito rápido, e de primeira eu não gostei muito, mas isso já aconteceu comigo com outras músicas que posteriormente eu gostei, a música não tem a mesma boa produção do resto do álbum e parece estar ali só para tampar um buraco da setlist.
Lembra que eu disse que o country está vindo para dominar? Pois é Good Fight é a faixa country do álbum, com um ritmo bem, lembra bastante o som do Foo Fighters alguns anos atrás misturado com um pouco do estilo da própria banda.
Wasted é a faixa mais dançante do álbum, também segue como uma faixa mais clean como You're In Love With A Psycho, os gritos e os riffs pesados da guitarra somes por um tempo dando espaço para uma música mais calma e suave, desacelerando o ritmo do álbum um pouco, a minha faixa favorita do álbum que faz você querer ver um pouco mais da banda desse jeito, mesmo amando as músicas mais "pesadas".
Comeback Kid é outra música que lembra alguns sons antigos da banda, mais uma faixa agitada que traz o estilo já conhecido da banda em um refrão que lembra bastante stevie, The Party Never Ends é uma faixa mais suave e com um ritmo hipnótico e suave, com uma letra interessante foi uma música que de primeira não chamou muito minha atenção, mas depois me conquistou com seu ritmo que destoa um pouco do resto do álbum.


As músicas da banda sempre misturaram um pouco de dance com rock, e Are You Looking for Action? é uma dessas em que o dance se sobressai muito bem, lembrando bastante o som do Foster The People, a música escolhida como segundo single do ábum é candidata a aparecer em alguma baladinha indie por aí.
All Through the Night é uma música voz, violão e sintetizador que funciona muito bem, mais uma vez desacelerando o ritmo para ressaltar a letra apaixonante que faz dessa a música sofrência do álbum.
Sixteen Blocks é uma daquelas que logo no começo ao escutar aqueles assobios você já sabe que vai grudar na mente, por que pelo menos para mim música com alguma parte assobiada é igual a música que vai grudar na mente, o refrão que soa como uma espécie de coral é interessante, assim como o sintetizador que ganha um destaque maior aqui e é muito bem utilizado. Não vai ser dificil se pegar cantando com o coral do refrão.


Bless This Acid House traz a agitação de volta ao álbum como uma parte dois de stevie (pela segunda vez no álbum), as semelhanças com a música de 48:13 são muitas, mas isso não é uma crítica, muito pelo contrário, a música é muito boa, apenas não traz nada de novo.
Put Your Life on It encerra o álbum trazendo o country, e é bom ir se acostumando com o ritmo (sim, eu estou avisando de novo), é mais uma música mais leve que encerra o álbum com aquela sensação de ouvir tudo de novo, não é dificil se pegar batendo palmas no ritmo.
Concluindo, For Crying Out Loud é um ótimo álbum, apesar de não trazer nada de muito novo no que se refere a banda, mas que com certeza é um álbum que vai ficar entre os meus favoritos no final do ano, vale o play.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



ÚLTIMAS RESENHAS