[MOVIE REVIEW] THE WITCH

| |


Sinopse: Com muitas cenas de suspense e horror, o filme A Bruxa é situado na Nova Inglaterra, no ano 1630, e é narrado pela jovem Tomasin. Apés a mudança de sua família para a nova casa, coisas estranhas começam a acontecer: animais tornam-se malévolos, a plantação morre e uma criança desaparece aparentemente possuída por um espírito maligno. Desconfiados e paranoicos, os membros da família acusam a adolescente de praticar feitiçaria.



Desde que fez sua estreia no ano passado, o filme A Bruxa veio chamando cada vez mais atenção, sendo elogiado até mesmo pelo Mestre do Terror Stephen King, os veículos não pouparam elogios para a obra que foi considerada até mesmo como o melhor filme de terror dos ultimos tempos.
Como se passa em uma época passada, 1630 no caso, toda a obra teria que ser trabalhada para a imersão completa do expectador na época, e isso é muito bem executado, os figurinos, a construção da cidade, e a constante referências ao fanatismo religioso da época conseguem transmitir perfeitamente o transportar para essa época.
Os atores por sua vez, conseguem também executar bem seus papéis, não são atuações grandiosas, mas são bem executadas, principalmente o casal Kate Dickie e Ralph Ineson que são os que mais chamam a atenção. Mas nesse quesito também temos problemas, a cena de possessão das crianças mais para o final chega a arrancar risadas de tão ruim que foi a atuação das crianças.
A fotografia e a direção também são muito bem feitas e constroem perfeitamente o ambiente sombrio e a sensação de isolamento, em tons neutros e frios e cenas com pouca luz, consegue construir com perfeição a atmosfera do filme.


O único problema da produção é o roteiro do filme que não traz nada de novo para o gênero, o que perfeitamente desmente o “melhor filme de terror dos últimos tempos”, extremamente previsível o filme segue sem grandes surpresas, com um final já esperado. O filme não traz nada que não tenha visto anteriormente, e a única cena que possa chocar alguém facilmente impressionável acontece nos primeiros minutos e dai em diante o roteiro só vai se afundando. A motivação dos personagens não é bem estabelecida, e algumas situações acabam saindo forçadas demais e ficando sem muito sentido.
Concluindo, A Bruxa é um filme bom se o que procura é uma fuga do formato de “susto fácil” ou do padrão das produções do gênero, mas se o que procura é um filme que vá realmente te assustar, chocar e te deixar com medo a noite, talvez esse não seja o filme que você esteja procurando.

NOTA: 3/5

3 comentários:

  1. Oi, Jason! Tudo bem? Mesmo sabendo que o filme não é tão assustador e chocante assim, fico com medo de conferi-lo, pois sou medroso demais! rsrsrs Adorei seu post! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. (Já tava por aqui mesmo, decidi fazer um tour)

    Ah, assim que eu vi todo mundo comentando e dizendo que era o melhor filme do gênero dos últimos tempos já fiquei desconfiada. Não crio expectativa com base nos comentários de ninguem porque sempre rola umas decepções. É o que eu tô vendo acontecer com esse filme, como aconteceu com Goodnight mommy e Babadook: povão tava esperando uma coisa, os filmes foram completamente diferente e, só porque não foram de acordo com as expectativas absurdas que criaram, começaram a classificá-los como ruins.
    Nesse caso, ainda não vi o filme, então não tenho muito o que falar.
    No mais, outra resenha excelente como sempre ♡


    Beijos de novo ashuehashue
    ♡ BLOG PSYCHOTECA | http://goo.gl/29ilbJ |

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu adorei o filme e ele até conseguiu me deixar abalado, principalmente com o final :(

    ResponderExcluir



ÚLTIMAS RESENHAS