[BOOK REVIEW] TRAVESSIA DE VERÃO POR TRUMAN CAPOTE

| |

Sinopse: Ambientado em Nova York, logo após a Segunda Guerra Mundial, conta a história de uma jovem despreocupada, filha de pais ricos que a deixam sozinha em sua cobertura na Quinta Avenida durante o verão. Sem ninguém para vigiá-la, ela deixa que o caso de amor secreto que estava tendo com um jovem judeu, atendente num estacionamento de automóveis, venha à tona.  O romance aos poucos se torna mais sério e moralmente ambíguo, até que a jovem toma uma decisão que afetará para sempre sua vida e a de todos à sua volta.


Dono de uma escrita apaixonante e com um ritmo incrível, Truman Capote é um daqueles autores que te fazem lembrar o por que é tão bom ler, e seu romance Travessia de Verão, mesmo sendo um romance inacabado, é um exemplo disso.
Travessia de Verão é um manuscrito que foi encontrado no meio dos pertences do autor após a sua morte, e sendo um manuscrito inédito que ainda estava em processo de finalização (na verdade nem se sabe se Capote pretendia mesmo publicar este romance), consta com alguns problemas, mas dentre eles  o mais claro é a falta de continuidade em algumas cenas, é como se você estivesse assistindo a um filme que estivesse com partes cortadas. Você ainda consegue entender o que está acontecendo, mas em alguns momentos o leitor fica um pouco confuso, tamanha a brutalidade do “corte”.

“A maior parte da vida é tão tediosa que sequer vale a pena falar nela, e é tediosa em todas as idades. Quando trocamos nossa marca de cigarro, quando nos mudamos para um bairro novo, quando assinamos um novo jornal, quando nos apaixonamos e nos desapaixonamos, estamos protestando de maneiras que são ao mesmo tempo frívolas e profundas contra o tédio indissolúvel da vida cotidiana.”


Travessia de Verão retrata a jovem Grady, lutando contra o tédio da sua vida, procurando uma válvula de escape, e encontra em Clyde uma forma de se aventurar e descobrir uma razão para estar viva. Os personagens têm motivações claras e são muito bem construídos e aproveitados, e todos são incríveis ao seu modo imperfeito.
Por mais que tenha certos “cortes” no enredo, como já disse, o livro não perde a coerência, muito pelo contrário, do início ao fim a história é muito bem pensada e permanece coesa o tempo todo, e o desfecho é simplesmente incrível.

“Havia deixado que a nuvem de castelos de areia e de amizade assinada com sangue escondesse coisas demais: mesmo assim, o vestígio de algo mais intenso sempre existira, como uma borra no fundo de um copo: era com ela, afinal, que ele comparava todas as garotas, era Grady quem emocionava, divertia, compreendia [...]”


Para amantes de Truman Capote, ou para pessoas que ainda não foram introduzidas ao autor, Travessia de Verão é uma leitura que, com certeza, vai fazer muitos se apaixonarem ou reapaixonarem pela escrita de Capote, uma escrita tão deliciosa que o fará ler todas as 129 páginas do livro sem nem mesmo perceber o tempo passar.

NOTA: 4/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário



ÚLTIMAS RESENHAS