[BOOK REVIEW] INCENDEIA-ME POR TAHEREH MAFI

| |

Sinopse: O destino do Ponto Ômega é desconhecido. Todas as pessoas com quem Juliette se importa podem estar mortas. Talvez a guerra tenha chegado ao fim antes mesmo de ter começado. Juliette foi a única que restou no caminho d'O Restabelecimento. E sabe que, se ela sobreviver, O Restabelecimento não sobreviverá.


Uma boa ideia por si só não significa nada se não for bem executada, você pode ter a ideia mais brilhante de todas, se na hora de executá-la você não tiver o cuidado necessário você vai estragar tudo e no desespero para o sucesso vai acabar se autossabotando. Isso é o que Tahereh Mafi faz em seu último livro da trilogia Estilhaça-me, com um universo já bem construído nos livros anteriores, e com ótimos personagens, a autora destrói a história nas pouco mais de 300 páginas de Incendeia-me.
A autora claramente não sabe o que fazer com os personagens, principalmente com Warner, durante um diálogo nos primeiros capítulos o personagem se autointitula uma pessoa sem coração e egoísta, que só age em benefício próprio, algumas linhas para frente o próprio personagem começa a contar várias ações totalmente altruístas que fez, o que em nada bate com a pessoa fria que a autora queria construir.
O livro de conclusão tem várias pontas soltas e assuntos inacabados para terminar, mas passa todas as 300 páginas iniciais tratando de problemas amorosos da personagem protagonista que acaba sendo a personagem feminina mais genérica possível nesse livro. Cheio de diálogos incoerentes, e cenas sem muito sentido o leitor é enrolado durante os capítulos, esperando pelo clímax que demora a chegar e quando vem é o mais decepcionante possível.
O final do livro é escrito de forma rápida, sem descrições, e passando quase como em um borrão, o leitor não entende o que acontece, aparecem personagens novos, sem apresentação anterior, que simplesmente desaparecem fazendo com que as cenas fiquem mais sem sentido ainda, as ações da protagonista fazem menos sentido ainda, em determinado momento ela mata um x personagem sem nem sequer saber quem ele era, e a história prossegue sem uma explicação coerente para a cena.
Cheio de erros de narração, escrito de forma tão porca que nem parece ter sido escrito pela mesma autora que fez os livros anteriores, Incendeia-me conseguiu ser a pior conclusão de uma trilogia que já li, é decepcionante, fraco e sem sal, e no final sobram mais perguntas do que respostas e fica aquela sensação de tempo perdido lendo a série.

NOTA: 0/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário



ÚLTIMAS RESENHAS